Como funciona um intercâmbio de trabalho? Veja aqui!

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Realizar uma viagem juntamente à possibilidade de estudar e adquirir novos conhecimentos é um sonho. Além de aprender um novo idioma, mergulhar em uma cultura diferente é uma vivência que só é possível quando se está em outro país. E o intercâmbio de trabalho é uma oportunidade para aprofundar os conhecimentos aprendidos durante o curso de línguas.

Antes de tudo, é importante salientar que nem todos os países aceitam a modalidade de estudo e trabalho. Porém, em nações como Canadá e Irlanda, é possível dividir o tempo de estudo com um estágio ou emprego, só que há regras para quem deseja fazer esse tipo de intercâmbio.

Tem interesse em trabalhar e estudar durante o seu intercâmbio? Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

Quais os requisitos necessários para esse tipo de estudo?

Um dos primeiros passos é encontrar uma agência que ofereça esse serviço e que possa auxiliar a encontrar a escola ideal para você. Ao trabalhar em outro país, ter ao menos o nível intermediário de conhecimento da língua para conseguir comunicar-se é fundamental.

Outro requisito básico é a formação mínima no ensino médio, ou também em cursos e formações, se desejar trabalho em alguma área específica de conhecimento.

Por quanto tempo é possível trabalhar com esse visto?

Para conseguir o visto de trabalho na Irlanda, é exigido que o curso tenha carga horária mínima de 15h semanais, enquanto a carga horária máxima de trabalho não pode ultrapassar 20 horas por semana.

Além do curso, o aluno pode ficar mais 8 semanas de férias na Irlanda, e somente nesse período o tempo de trabalho pode chegar a 40 horas por semana. A permissão é emitida para alunos que permaneçam a partir de 25 semanas (6 meses) no país.

Já no Canadá, para conseguir o visto de trabalho e estudo, é necessário trabalhar até 20 horas semanais, e o curso deve ter duração mínima de 6 meses, pois esse é o período para tirar o visto de estudos e, consequentemente, o visto para trabalhar como intercambista.

Caso queira renovar o visto e permanecer mais tempo no país, tenha atenção à data de expiração. Para não ter problemas com o término da validade, basta dar entrada na renovação até 30 dias antes de terminar o prazo.

Como funciona o visto para intercâmbio de trabalho?

Cada país tem suas regras, mas, no geral, existem diferentes tipos de vistos: os que são para visitantes (turismo), estudantes e trabalho. A permissão de visitante é mais curta e não autoriza trabalho na temporada de permanência no país.

Portanto, para conseguir trabalhar, é preciso ter, no mínimo, a comprovação de que estudará por determinado período de tempo para, então, conseguir o visto de trabalho. Confira como funcionam os vistos no Canadá e na Irlanda.

Canadá

Para trabalhar no país, o estudante deve estar matriculado em um curso CO-OP, geralmente um curso técnico, ou focado em uma área profissional. Com esse tipo de visto o estudante pode trabalhar durante parte do período de estudos, geralmente 20h por semana. Quando chegar o país, um oficial da imigração avaliará se você atende às exigências e emitirá o “permit”, que tem duração igual ou menor à do seu visto.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

Esse documento é o requisito básico para alunos de intercâmbio que farão o curso unido ao trabalho. Dessa maneira, a escola escolhida emite uma carta de solicitação ao consulado para validar a permissão de trabalho. Vale ressaltar que nesse tipo de visto o estudante não irá trabalhar no contraturno das aulas, mas se dedicará exclusivamente ao estudo durante um período e após isso poderá atuar no mercado Canadense até o termino do visto.

Irlanda

Estudantes que queiram trabalhar na Irlanda no contraturno de seus cursos devem atender às condições do país para não perder sua permissão, como não deixar que o emprego atrapalhe seus estudos e ter frequência de, no mínimo, 85%. Se não cumprir as exigências, além de perder o visto, será preciso deixar o país. O tempo máximo de intercâmbio na Irlanda é de 2 anos.

O trabalho durante o intercâmbio torna a viagem mais barata?

Trabalhar na estadia em outro país poderá ajudar a diminuir um pouco os custos, mas não cobrirá os gastos da viagem em si. Existem diversos fatores que podem encarecer ou baratear o intercâmbio, tais como destino escolhido, escola e duração do curso, visto e outros.

O valor para tirar o visto de trabalho é determinado por cada país. Ou seja, antes de trabalhar, é preciso pagar pelo visto de permissão de trabalho. Apesar dessa despesa, a remuneração ainda é uma ajuda de custo razoável para se manter.

Um emprego — mesmo que de meio período como é solicitado nos casos de estudo — é uma boa oportunidade para treinar a língua aprendida e ter uma ajuda de custo. Entrar em contato com pessoas e o dia a dia de trabalho também são grandes vantagens, sem contar a experiência curricular proporcionada.

Qual é a faixa etária necessária para o intercâmbio de trabalho?

É comum que o público mais jovem seja o que mais procure programas de intercâmbio com trabalho. A faixa etária média de quem procura por esse tipo de serviço está entre 18 e 30 anos. Dessa maneira, conseguem aproveitar melhor as oportunidades.

Por mais que os jovens sejam grande maioria, pessoas acima dos 30 estão procurando cada vez mais por esse tipo de programa para alavancar suas carreiras. O intercâmbio de estudo e trabalho também mostra como é o mercado no país escolhido, podendo ser uma porta de entrada para tentar a residência fixa futuramente.

Como resolver as questões burocráticas que envolvem o intercâmbio?

Antes de ir para outro país, há muitos quesitos que precisam de atenção. Com uma legislação diferente e a exigência de uma série de documentos, é fundamental cuidar de tudo para não ter seu sonho frustrado por detalhes que podem passar batidos.

A melhor maneira para não ter esse tipo de problema é buscar auxílio de quem tem experiência e entende do assunto. Com profissionais qualificados, a WEST 1 dará todo suporte para resolver as questões burocráticas e os assuntos relacionados ao curso, à estadia e às demais demandas de viagens para estudo e trabalho em diversos destinos.

Seja para aprimorar a língua, conhecer em profundidade a cultura de outros países ou ter uma experiência profissional internacional, o intercâmbio de trabalho é uma excelente opção para imergir e viver totalmente a rotina do país durante a sua viagem.

Gostaria de ter mais informações sobre o intercâmbio de estudo e trabalho? Entre em contato conosco para ajudarmos você!

 

Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

Você também pode gostar

Deixe um comentário