10 coisas que você precisa saber antes de morar na Austrália

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Se você é encantado por ambientes multiculturais, repleto de costumes diferentes e com oportunidades de experimentar climas completamente diversos em um mesmo país, morar na Austrália pode ser uma excelente opção.

Graças a extensão territorial, a Austrália abrange todos os tipos de clima. Desde o árido deserto de Outback até as congelantes montanhas no Estado da Vitória. O país é uma verdadeira mistura de costumes, hábitos e tradições. Além disso, o território australiano é altamente receptivo aos estrangeiros, o que torna a vida muito mais tranquila.

Neste post, listamos 10 curiosidades que você precisa saber antes de ter a experiência de morar na Austrália. Continue a sua leitura para conhecer!

1. A capital quase esquecida

Você sabe responder rapidamente qual é a capital da Austrália? Não é Sidney, tampouco Melbourne. É Camberra. A cidade é considerada a oitava mais populosa do país e tem uma população de 450 mil habitantes. Embora menos “famosa” que suas vizinhas, é nela que está alocada a Casa do Parlamento australiano.

A decisão de torná-la a capital do lugar aconteceu em 1908. Em seguida, houve um concurso popular para definir seu projeto de construção. As obras começaram em 1913 e foram finalizadas em 14 anos.

Há duas histórias sobre essa medida. A primeira diz que seria uma forma de amenizar a rivalidade entre Sidney e Melbourne, já a segunda revela que essa foi uma estratégia para ter uma cidade não costeira como capital, a fim de evitar riscos em uma possível guerra.

2. A maior população costeira do mundo

Os quase 8 milhões de km² do continente australiano são cercados pelo mar. Entretanto, grande parte desse território é praticamente inabitável devido aos climas semiáridos e desérticos que compõem o famoso deserto de Outback.

Por conta disso, a maioria da população concentra-se nas regiões costeiras do país. Aproximadamente 85% dos australianos vivem em menos de 50 km do litoral, ou seja, são 20 milhões de habitantes com suas vidas em locais marítimos.

3. As praias estão por toda parte

O gigantesco território australiano — cercado pelo mar em sua totalidade — proporciona o incrível número de 11 mil praias espalhadas pelo país. Com tanta variedade, fica difícil não encontrar ao menos uma que encantará você.

Ironicamente, até 1902, era ilegal dar um mergulho no mar durante o dia. Entretanto, essa lei ficou no passado e, atualmente, o banho de mar é uma atividade prazerosa para moradores e turistas. Em algumas praias em Sydney, por exemplo, existem grelhas espalhadas pelo gramado — um convite para começar um churrasco.

4. Boa parte da população nasceu em outro país

Quando pousar na Austrália, não precisa ficar admirado caso encontre pessoas com fisionomias asiáticas ou europeias. Isso é bastante comum. A maioria dos australianos não nasceu no país. Além disso, aproximadamente 25% da população é composta por estrangeiros.

Os habitantes de lá possuem descendência europeia — principalmente inglesa, escocesa e irlandesa. A atual população aborígene é de apenas 2,5% do total. Essas características mostram o quão cultural o país pode ser, por misturar diferentes costumes e hábitos. Por exemplo, por lá são falados quase 200 dialetos e línguas diferentes, o que inclui 45 de origem indígena.

A receptividade aos estrangeiros é uma característica marcante para tornar a Austrália em um ótimo país para se fazer um intercâmbio, pois proporciona oportunidades de crescimento e aprendizado.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

5. As melhores cidades para se viver no mundo

Segundo uma pesquisa realizada pela revista The Economist, a Austrália tem três entre as dez melhores cidades para se viver no mundo. Destaque para Melbourne, que liderou a listagem nos últimos sete anos.

A cidade oferece lazer, cultura, educação e esporte na medida certa. Ela é sede, inclusive, de um dos principais eventos esportivos do tênis: o Aberto da Austrália, que acontece a cada início do ano. Além de Melbourne, Adelaide (6ª) e Perth (7ª) estão no top 10.

6. A primeira nação independente a permitir participação política feminina

A Austrália conquistou sua independência da Inglaterra em 1901 e, no ano seguinte, garantiu as primeiras decisões progressistas de seu governo. Por meio do Commonwealth Franchise Act 1902, possibilitou que as mulheres votassem e participassem como candidatas em eleições a níveis nacionais.

De fato, esta conquista foi reflexo de muita luta. Ainda como colônia inglesa, o território australiano conviveu com o movimento sufragista, que ao longo da década de 1890 ganhou força na busca pelos direitos das mulheres. As sufragistas marcaram presença em todas as vilas e cidades australianas, bem como geraram bons resultados no começo do século XX.

7. O consumo de bebida alcoólica não é permitido em lugares públicos

Os australianos estão entre as populações que mais bebem vinho e cerveja no mundo. Por isso, nas cidades existem diversas produções artesanais. Entretanto, o consumo de álcool é bem rígido e controlado no país.

Ao contrário do que é comum no Brasil, por exemplo, os supermercados são proibidos de vender qualquer tipo de bebida alcoólica. Apenas lojas e bares licenciados podem comercializar. Além disso, não é permitido beber em lugares públicos como ruas, praias e parques. Quem desobedece a regra está sujeito a multas.

8. A biodiversidade é única

Por estar em uma região geograficamente isolada, a Austrália é rica em animais exclusivos. Esse é o caso do diabo-da-tasmânia, do ornitorrinco, a equidna, o cisne negro, o coala e o canguru. A fauna australiana é, portanto, mundialmente celebrada, principalmente por conter espécies que não são encontradas em outros países ou continentes.

9. O consumo da carne de canguru

A população australiana é de aproximadamente 24 milhões de pessoas. Esse número corresponde a um pouco menos do que a metade de cangurus que existem no país, atualmente. Segundo os ecologistas, a quantidade de marsupiais duplicou nos últimos seis anos e chegou a ficar em torno de 50 milhões.

Para equilibrar o ecossistema, o governo passou a incentivar o consumo da carne de canguru. A prática, porém, não é nenhuma novidade. Nos supermercados é possível encontrar variedades do produto — hambúrguer, salsicha e bife, por exemplo.

10. A economia de água é costume

Considerado um dos países mais secos do mundo, a questão da água é um problema que traz preocupações na Austrália. A população é incentivada a economizar e consumir o recurso natural de maneira cuidadosa para evitar desperdícios.

Essa escassez, porém, não é novidade para os australianos. Eles já estão habituados a esse estilo de vida. As práticas de economia e preservação da reserva hídrica fazem parte do cotidiano.

Como é possível perceber, morar na Austrália pode ser um desafio muito empolgante, por ser uma nação acostumada a receber e abraçar os estrangeiros. Os climas variados e a diversidade cultural são grandes atrações para quem busca oportunidades de aprendizado e crescimento pessoal.

E aí, gostou do post? Planeja um intercâmbio para a Austrália? Então, não deixe de consultar as nossas agências, entre em contato agora mesmo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário