Intercâmbio e vida profissional: como a Austrália pode ajudar?

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Você concluiu o ensino superior e está em busca de intercâmbio e vida profissional? Com mais de 500 praias e parques deslumbrantes, a Austrália pode ajudar você a dar aquele up no inglês, destacar-se no mercado de trabalho e conseguir o emprego dos sonhos.

Com o segundo maior Índice de Desenvolvimento Humano do planeta, a terra dos cangurus tem algumas das melhores universidades do mundo, em que você pode estudar e ainda juntar um extra com o seu ofício! Quer mais? Descubra o que a Austrália tem a oferecer para o seu futuro!

1. Cresça na vida profissional com seu inglês fluente

Parece clichê dizer que falar inglês aumenta a sua chance de se destacar no mercado. No entanto, a realidade brasileira mostra que muitos profissionais não dominam o idioma por aqui. É o que indica esta pesquisa realizada com 100 especialistas em RH. Segundo os dados, 80% dos recrutadores afirmam que o inglês é crucial para os negócios, mas apenas 20% dos candidatos dizem ter fluência na língua durante a entrevista.

Você está convencido de que deve avançar seu inglês, certo? O próximo passo é escolher o melhor local para fazer intercâmbio. Considere a Austrália como destino, pois o país é o 3º no mundo a receber estudantes internacionais (o lugar só perde nesse quesito para o Reino Unido e os EUA).

Fazer intercâmbio na Austrália, que atualmente tem uma população de 23 milhões de pessoas, fará você lidar com situações corriqueiras e ainda ampliar exponencialmente seu vocabulário na língua inglesa.

Fora isso, você pode se matricular em cursos de inglês em uma das instituições mais renomadas do planeta e ainda se matricular em cursos de pós-graduação. Leia o próximo ponto para descobrir as maravilhas da vida universitária na terra dos cangurus.

2. Estude em universidades de nível internacional

Mais de 70% dos australianos estão satisfeitos com a educação por lá. Não é à toa que as instituições australianas recebem tantos estrangeiros! No país, as universidades oferecem desde cursos de inglês até bacharelados e MBAs nas mais diversas áreas do conhecimento.

Porém, ao planejar a vida profissional no exterior, é importante estar capacitado. Muitos empregos na nação requerem uma qualificação específica, além do diploma de ensino superior e da fluência no idioma. Então fique atento quando procurar vagas nos mais variados serviços em cidades como Sidney, Perth, Brisbane, Melbourne e Gold Coast.

E não desanime! O país, que é o 12º no mundo que mais investe em educação, tem muito a oferecer para concretizar o seu sonho. São mais de 1,2 mil instituições de ensino e cerca de 22 mil cursos ofertados. Quer ingressar na universidade ideal para crescer na vida profissional? Nós damos esta dica: fique de olho em universidades como a Western Australia, University of Sydney, Kaplan, Macquire University, Torrens University, TAFE, CQU e ICMS.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

3. Ganhe bolsas de estudo e trabalhe legalmente com visto

Que tal estudar fora e ainda ganhar para isso? Está na maior cidade do país uma das mais efervescentes instituições de ensino superior do mundo. Se você pretende se dedicar à pesquisa, coloque a Universidade de Sydney entre as suas escolhas. Há duas opções de bolsas de estudo para quem quer fazer pós-graduação nessa instituição: a Scholarships for International Postgraduate Students e a Postgraduate Research Scholarships.

Outra possibilidade é a Universidade de Melbourne, que foi considerada a melhor do país, de acordo com o Academic Ranking of World Universities 2015. Para estrangeiros, uma ótima escolha são os processos seletivos das bolsas de pesquisa Victorian Latin America Doctoral ScholarshipAustralian Development Scholarships. Além da ajuda de custo, o governo australiano permite que o estudante ganhe um dinheiro extra com trabalhos de até 40 horas quinzenais.

Como conseguir um visto de trabalho?

Na Austrália, além de trabalhar durante 40 horas quinzenais, o estudante pode solicitar um visto de trabalho para permanecer mais dois anos no país após terminar um curso de Bachelor, que geralmente dura de 2 a 3 anos, ou Master, de 2 anos. A partir de 2011, o governo do país passou a oferecer os benefícios do chamado visto 485, que beneficia os graduados a estenderem a moradia na Austrália.

Na hora de solicitar o visto, você precisará ter em mãos passaporte, formulário 157A, exames médicos, comprovante escolar, comprovação de renda e taxa de visto. O processamento do visto, geralmente, dura 25 dias úteis, então, é preciso agendar uma entrevista com o consulado antes de comprar a passagem.

4. Receba em dólar um dos maiores salários do planeta

Líder em desenvolvimento no mundo, a Austrália é destaque quando o assunto é salário mínimo. Se o Brasil enfrenta uma crise econômica, o país dos cangurus segue pagando melhor em dólar do que os Estados Unidos e até mesmo a Inglaterra.

Segundo divulgou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a ilha é a que melhor paga por hora em relação a outros 26 países. A remuneração na Austrália é de US$ 10,38 por hora, apesar das deduções que retiram cerca de 8% do ganho.

5. Aumente seu networking com pessoas de todo mundo

Você já deve ter ouvido falar que o networking pode levar, muitas vezes, à melhor vaga de emprego. Para ter uma ideia, esta pesquisa mostrou que 44% dos trabalhadores brasileiros são indicados por conhecidos. No entanto, morar no exterior ampliará a sua chance de conhecer pessoas novas e fortificar a sua rede profissional.

E que tal morar em um dos polos multiculturais da Oceania? Em Sydney, que figura entre os rankings de qualidade de vida (a região ficou em 10º lugar no Mercer Quality of Living de 2015), 35% dos moradores não são australianos. É a sua chance de virar um cidadão do mundo e, quem sabe, conseguir uma ponte para trabalhar em outros países.

Para isso, comece frequentando eventos de networking já no Brasil e, quando estiver em solo australiano, entre em contato com algum headhunter, que é o termo em inglês para os caçadores de talento. Outra forma de conseguir estreitar os laços e conseguir uma vaga de trabalho no país é por meio de sites como LinkedIn, que é líder no setor mundial, e Gumtree, acessado em localidades que falam inglês.

Agora que você está decidido a embarcar em intercâmbio e vida profissional na Austrália, compartilhe este texto em suas redes sociais!

    Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

    Você também pode gostar

    Deixe um comentário