12 lugares que você pode conhecer de graça, ou quase, em Hobart

Hobart, assim como todas as capitais de estados na Austrália, tem muitos lugares interessantes e repletos de história para se conhecer. Por ser a segunda cidade mais antiga do país, Hobart tem lugares que contam um pouco da chegada dos ingleses à terra dos cangurus e preserva algumas das primeiras prisões do país com arquitetura original.

Por isso, o que não falta na cidade são museus e outras fontes de conhecimento. Além disso, uma riqueza que a Tasmânia possui são os animais silvestres. Não é difícil se deparar com com espécies diversas como os wallabies, wombats e é claro, o diabo da Tasmânia.

A West 1 listou lugares a serem visitados que cabem no orçamento dos estudantes que planejam fazer intercâmbio na Tasmânia ou que já estão por lá.

1- Mount Wellignton

Impossível falar de Hobart e não citar o seu principal cartão postal. Mount Wellington é uma montanha de 1.270 metros, de onde é possível admirar paisagens de Hobart, Bruny Island, South Arm e da Península Tasman. A vista é incrível e a subida sensacional, dependendo é claro do caminho que você escolher.

É possível chegar no topo do Mount Wellington caminhando, de bicicleta, de ônibus ou de carro. Não há cobrança de ingresso para subir e a entrada é livre, exceto quando está nevando, pois o caminho se torna um pouco mais perigoso e é bloqueado. Por isso, o valor para conhecer a montanha vai depender da forma de transporte escolhida.

2-Salamanca Place

Salamanca é um dos bairros mais antigos da Austrália. Sua arquitetura é de 1830. Naquela época o local era uma área industrial, mas hoje é conhecido pelos restaurantes, galerias de arte, comércio, pubs e espaços para apresentações musicais. Aos sábados é realizado o Salamanca Market, das 8h às 15h, com uma diversidade de produtos locais e comidas da região.

O local é aconchegante e repleto de opções de comida. Lá, o valor que você vai gastar vai depender das guloseimas e artesanatos que comprar para você ou para presentear quem você gosta.

3- Mona – Museum of Old and New Art

Um museu diferente. Essa é a minha descrição para MONA, que não pode ficar fora dessa lista de maneira alguma. E caso você esteja pensando “mas eu não gosto de museus”, por favor, acredite, vá nesse que você não irá se arrepender. O local é incrível e diferente de qualquer outro museu que você já visitou.

Existem duas formas de chegar até o MONA. A primeira e mais recomendada para os turistas é pegar o Ferry em Salamanca, que custa em torno de AU$22 ida e volta, e vai te possibilitar admirar um lindo caminho pelo Derwent River.

A outra opção é ir de ônibus, que vai te custar em torno de AU$10 ida e volta. O valor do ticket para entrar no MONA é de AU$25 dólares para estudantes, mas se você tiver o comprovante de residência da casa que você mora em Hobart ou na Tasmânia, a entrada é gratuita. É isso mesmo. Pessoas que moram na cidade ou no estado não pagam para visitar o museu.

Mas se você não quer saber de exposição, pode curtir a parte do museu que fica ao ar livre, um lugar muito agradável com algumas obras a céu aberto, sem pagar nada. O local ainda oferece um café e um restaurante com comidas e bebidas de excelente qualidade mas não muito amigáveis ao orçamento enxuto dos estudantes.

4-Royal Tasmanian Botanical Gardens

Assim como a maioria das cidades da Austrália, Hobart também possui muitos parques propícios aos piqueniques ou mesmo a momentos de mais tranquilidade, para sentar na grama com nossos pensamentos ou livros. O acesso ao Botanical Gardens é gratuito e o lugar também é perfeito para se reunir com os amigos e fazer aquele churrasco.

5- Taroona, Kingston, Sandy Bay and Blackmans Bay beaches

Sim, Hobart tem praias e elas são bem gostosas. É possível chegar a todas elas de ônibus ou bicicleta. A maioria das praias oferece restaurantes. Na de Kingston há um Pub de frente para o mar, onde os amigos se reúnem nos finais de tarde. É importante destacar que em Hobart há um horário adequado para ir à praia. Com a brisa do mar as temperaturas despencam rapidamente, por isso é melhor ir à praia entre 11h e 13h e não se esquecer de levar protetor solar e casaco.

7- Cascade Brewery

Fundada em 1824, Cascade Brewery é a cervejaria mais antiga da Austrália que continua em funcionamento. Fica localizada em South Hobart, no caminho para o Mount Wellington. É possível chegar lá de ônibus. O local oferece diversas opções de tours. Um deles custa AU$30 e tem duração de 1 hora e 15 minutos. Você conhece um pouco da história, do processo de preparação das cervejas e tem direito à degustação. Vale muito a pena provar o gosto das cervejas Cascade.

8- Dark MOFO

Dark MOFO faz parte do Festival de inverno de Hobart que acontece durante o mês de junho. O evento conta com exibições de arte contemporânea, mitológica e moderna no MONA e no Tasmanian Museum and Art Gallery (TMAG), além de public art no Dark Park e músicos e performances no centro da cidade. Algumas atividades são pagas e outras totalmente gratuitas. Esse é um ótimo período do ano para apreciar a arte e o frio de Hobart.

9- Taste of Tasmania

O Taste of Tasmania acontece entre o final do mês de dezembro e início de janeiro. É um dos mais populares festivais de gastronomia da Austrália. Os participantes usam a criatividade para conquistar os turistas e alimentar os moradores locais, nem que seja com o popular fish and chips (peixe frito com batatas fritas). O festival também inclui a festa de Ano Novo com shows ao vivo e pirotécnico à meia-noite, na virada do ano.

10- Franklin Square

Franklin Square está no coração de Hobart. É um ótimo lugar para descansar, fazer uma pausa na correria do dia-a-dia ou jogar xadrez. Sim, o local tem um tabuleiro de Xadrez gigante para os apreciadores do jogo. Entre os meses de novembro e abril acontece toda sexta-feira, das 16h30 às 21h, o Street Eats Franko, com uma diversidade de variedades de comidas.

11- Port Arthur

Saindo um pouco de Hobart é hora de usar parte do seu orçamento para pequenas viagens. A primeira recomendação é Port Arthur e toda sua beleza aliada à história. A 96km de Hobart, é possível chegar a Port Arthur de carro ou de ônibus. De carro o valor gasto será com a gasolina e, caso seja alugado, o valor do aluguel.

De ônibus o valor é de AU$35 com horários definidos de saída do centro de Hobart e de Port Arthur. O valor da entrada no local histórico varia de acordo com o tour que você escolher. O que eu recomendo custa em torno de AU$20 para estudante e um guia percorre o local com você, te explica os principais acontecimentos históricos, e você ainda tem direito a um passeio de barco pela península de Port Arthur.

12-Bruny Island

Essa é mais uma pequena viagem que entra no orçamento de road trips a serem feitas com os amigos durante o intercâmbio. Bruny Island é uma ilha de 100 quilômetros de largura à qual se tem acesso de carro. Há um ferry (balsa) para chegar até a ilha que sai da cidade de Kettering, a 33km de Hobart.  O ferry funciona das 6h às 18h, ou seja, é necessário um planejamento para não perder o último ferry.

O valor do ferry é em torno de AU$33 ida e volta. Bruny Island tem paisagens incríveis e é famosa pela culinária de ostras. Há alguns tours na ilha para ver focas, baleias e golfinhos. Não são muito baratos, mas caso você tenha interesse, existem algumas companhias especializadas nesses tours, que são totalmente seguras e equipadas. A ilha tem muitos animais, entre eles o wallaby albino, um adorável primo do canguru.

 

Apesar de pequena, Hobart e o estado da Tasmânia tem muitas opções de lazer e entretenimento, além de vários lugares magníficos para conhecer. Caso você tenha outras dicas, escreva nos comentários. E que tal planejar seu intercâmbio para Hobart?

 

Autora

Ana Paula Maciel Ribeiro

 

Jornalista brasileira apaixonada pela língua inglesa, fazendo intercâmbio na Austrália há um pouco mais 2 anos. Morou, por dois anos, em Perth, WA até que decidiu se aventurar na pequena ilha chamada Tasmânia. Além de estudar e trabalhar como garçonete, registra nas horas vagas pensamentos que surgem a partir de momentos e conversas no blog https://doladodecadomundo.wordpress.com/ com o intuito de mostrar que o Brasil e a Austrália têm mais em comum do que se imagina.

 

Receba conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This