Segurança no intercâmbio: como garanti-la?

Segurança no Intercâmbio
7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Um intercâmbio é um período de grandes descobertas e aprendizado, mas também pode trazer uma série de inseguranças, pois estar em um país estranho significa sair da zona de conforto e partir para o “mundão”. Os pontos positivos dessa experiência, com certeza, ofuscam os receios; entretanto, é necessário zelar pela segurança no intercâmbio para garantir que o plano não saia dos trilhos.

Isso não quer dizer que você deve deixar que os medos tomem conta e atrapalhem sua viagem, é claro! Assim como no cotidiano que você segue em casa, uma dose extra de cuidados nunca é demais. Pensando nisso, listamos abaixo 7 dicas para que você tenha um intercâmbio seguro do começo ao fim. Acompanhe!

1. Pesquise sobre o local de destino

Procurar informações sobre o local do intercâmbio é fundamental. Não estamos falando somente em pesquisar sobre o clima, os costumes e o transporte público (ainda que esses dados também sejam importantes!). É essencial fazer pesquisas mais detalhadas acerca do ambiente em que você viverá.

Se for ficar em uma casa de família, por exemplo, faça um contato telefônico ou por vídeo-chamada antes e tente sentir se você se identifica com as pessoas. Lembre-se de que elas serão parte da sua experiência, então é sempre uma boa ideia conversar e deixar claro quais são as possibilidades e restrições da casa.

Independentemente se a moradia será uma homestay, um hostel ou uma república, leve anotado o endereço em sua língua nativa e na língua local. Conhecer os meios de locomoção da hospedagem para a escola também é importante. Além disso, pesquise as taxas de criminalidade e tente conversar com mais pessoas sobre a questão da segurança. Busque dados locais, visto que os veículos de comunicação costumam dar um destaque maior aos eventuais problemas da região.

2. Busque informações sobre a escola

Se é importante saber sobre o lugar em que você se hospedará, também é essencial se informar a respeito da escola, onde você passará bastante tempo estudando e socializando. Para começar, pesquise sobre a classificação da instituição em rankings de qualidade de ensino.

Outro item fundamental é o apoio oferecido a estudantes estrangeiros em caso de imprevistos ou acidentes. Geralmente, as universidades são lugares seguros para os alunos, mas vale a pena pesquisar, não é? Nos documentos oficiais de cada instituição deve haver uma parte específica para falar sobre casos de intercambistas.

3. Faça um seguro-saúde

Sabe aquele serviço que a gente paga torcendo para não utilizar? Pois bem, é assim que funciona o seguro-saúde. Se você não precisar usá-lo, ótimo; mas, se precisar, evitará uma série de transtornos. Já imaginou ficar doente ou sofrer algum acidente em um país estranho e não ter acesso a um bom atendimento médico?

Isso para não falar nos gastos tremendos que você pode evitar. Não são todos os países que possuem saúde pública como no Brasil. Se até os nativos precisam pagar por consultas e exames, imagine com a dificuldade burocrática e o câmbio entre a moeda e o real? Pois é, bem melhor evitar toda essa dor de cabeça.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

4. Escolha uma agência com sede no país de destino

Não há dúvidas de que viajar com a ajuda de uma agência de intercâmbios pressupõe diversas vantagens. Você conta com uma equipe especializada, capaz de pesquisar cada detalhe para melhor atender às suas expectativas. Ainda assim, se a empresa estiver exclusivamente no Brasil, todo o contato terá de ser feito à distância.

Imagine poder contar com alguém no exterior, treinado exclusivamente para ajudá-lo? É o que acontece quando você viaja com uma agência que tem sede ou representação no país de destino. Você terá a quem recorrer se surgir algum problema ou imprevisto, poderá tirar dúvidas acerca da cultura local e ainda ganhará dicas sobre o que fazer no tempo livre. Muito bom, não é?

Só não se esqueça de ir atrás de outras garantias de segurança no intercâmbio. Veja se a agência é certificada pelos órgãos competentes, há quanto tempo ela atua no mercado e, se possível, procure pessoas que já viajaram com ajuda da empresa e pergunte sobre sua vivência pessoal. Tudo isso melhora sua experiência e evita que você caia em um golpe de intercâmbio.

5. Fique atento à documentação

Antes de embarcar, certifique-se de que todos os documentos necessários para entrar no país e acessar a escola estão em dia. Além disso, durante a sua estadia, seja para ir às aulas ou à padaria, leve sempre consigo um documento de identificação, um comprovante do seguro-saúde e um papel com telefones da agência e de um amigo de confiança. Esses documentos serão de extrema importância caso você sofra algum acidente.

Ah, é importante ter uma cópia de todos os seus documentos armazenadas em nuvem e no seu e-mail, para a eventual necessidade de comprovação da sua condição no país. Aproveite a facilidade tecnológica que temos atualmente para garantir um intercâmbio ainda mais seguro. Afinal, melhor prevenir do que remediar!

6. Informe-se sobre a legislação local

Algumas regras básicas de convívio social valem em todo lugar, mas você se surpreenderia com os detalhes por trás de cada lei estrangeira. Estude a legislação do país e da cidade na qual você ficará, mesmo que você tenha certeza de que não causará problemas. Como todos os outros pontos, é melhor pender para a prevenção.

Procure principalmente por assuntos corriqueiros como leis de trânsito, uso de medicações e/ou de drogas recreativas, atividade comunitária e política e possíveis situações de conflito. É claro que você evitará problemas, mas não deixe de conhecer os seus direitos e deveres, mesmo sendo estrangeiro.

7. Siga as orientações de mãe

Sim, todos aqueles cuidados que as mães insistem em repetir aos filhos valerão no intercâmbio da mesma forma como valem no seu dia a dia atual. Ou seja, sempre avise alguém quando você sair (de preferência mais de uma pessoa), mantenha seus contatos de emergência na carteira o tempo todo, não exagere na bebida nem deixe copos desacompanhados, não aceite caronas nem use meios de transportes clandestinos. Ah, e não se esqueça de levar a blusa para evitar friagem.

Vale ressaltar que, se você estiver contando com a ajuda de uma agência especializada e confiável, muito da sua segurança no intercâmbio estará dois passos à frente. A dica 4 pode ser considerada uma das mais importantes por essa razão.

Agora que você já sabe de tudo isso e quer garantir um intercâmbio seguro, que tal entrar em contato com a WEST 1 para descobrir as melhores opções para realizar seu sonho? A agência é expert em segurança e atua ao redor do planeta, criando um ambiente de conforto e comodidade para todos os estudantes fora de seus países. Clique aqui e fale com a gente!

Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário