Veja como fazer uma carta de intenção para fazer um intercâmbio para a Austrália

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Você já viu um exemplo de carta de intenção para intercâmbio na Austrália? Para ser aceito por uma escola para estrangeiros no país, é necessário redigir o documento. Aliás, você precisa apresentá-lo logo no momento da solicitação do visto.

Embora contratar uma agência especializada em intercâmbios ajude na hora de escolher o país, a cidade, a escola e outros detalhes da viagem, a carta deve ser redigida pelo próprio estudante, afinal não existe uma fórmula que se aplique a todos. Entretanto, existem alguns tópicos que são indispensáveis. Para ajudá-lo, preparamos abaixo algumas dicas do que não pode faltar na sua carta.

Informações completas

A carta deve falar sobre você e, portanto, deve conter seu nome, endereço, estado civil, número do passaporte e até mesmo informações sobre sua família e suas atividades. Entretanto, o foco deve estar em sua carreira profissional e acadêmica e é nesse tópico que deve ser inserido seu desejo de estudar na Austrália, assim como os motivos que o levaram a buscar por um intercâmbio.

Você pode, inclusive, citar situações da sua vida profissional nas quais o inglês foi fundamental e você teve dificuldades por não conhecer o idioma a fundo. Fale também do quanto esse intercâmbio pode agregar à sua carreira e aos seus estudos.

Formalidade

Lembre-se que o documento é destinado a um órgão soberano: a embaixada do país. Ele tem o poder de permitir ou não a sua entrada no país. Quando lidamos com autoridades, sejam elas quais forem, a regra básica é apresentar uma escrita formal. Portanto, evite gírias, abreviações ou uso de linguagem coloquial. Quanto maior for a formalidade, melhor.

Clareza na intenção de retorno

Você precisa deixar claro na carta que vai retornar ao Brasil assim que concluir o curso. Diga diretamente quando pretende fazê-lo para que não restem dúvidas de que sua intenção não é permanecer no país. Uma boa dica é falar também sobre seus planos para quando retornar, como aplicar aqui os conhecimentos lá adquiridos. Ao apresentar planos mais concretos, você ganha ainda mais credibilidade.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

Veracidade

Toda informação inserida na carta deve ser verdadeira e comprovável. Isso serve tanto para os dados pessoais quanto para o que diz respeito a trabalho e estudos. Não invente um curso ou uma atuação maior que a real em determinada empresa.

Lembre-se: tudo precisa ser comprovado e qualquer descoberta que deixe em dúvida a veracidade das informações pode fazer com que você coloque tudo a perder. Além disso, não ter nada a esconder evita que você se contradiga.

Individualidade

Apesar desses tópicos relativamente obrigatórios, você deve falar com o coração na hora de escrever. A forma de contar sua história, os motivos que o levaram a decidir por um intercâmbio e o que fez você escolher a Austrália como destino são coisas muito pessoais e é interessante que isso fique claro na carta, ainda que ela tenha um tom mais formal.

Jamais copie a carta de algum amigo que teve o visto deferido, pois certamente sua história e seus anseios não são iguais aos dele. Por isso, certifique-se de que inseriu todas as informações necessárias, mas não espere modelos preestabelecidos.

Esse exemplo de carta de intenção para intercâmbio na Austrália esclareceu suas dúvidas? Se ele foi útil para você, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e ajude também outros amigos que estão planejando fazer intercâmbio.

Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

Você também pode gostar

Deixe um comentário