Como o intercâmbio te motiva a sair da zona de conforto? Saiba aqui!

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Ser criança ou jovem é bom demais, mas uma hora a vida adulta chega, é inevitável. Junto com ela, vêm as responsabilidades e a necessidade de amadurecimento para lidar com elas. A verdade é que não há uma preparação específica para isso, mas fazer um intercâmbio pode ser um grande passo nesse processo de crescimento. Por isso é que se diz que ele motiva você a sair da zona de conforto.

Afinal, a experiência de viver sozinho, tendo contato com culturas e idiomas diferentes, cuidando das próprias finanças, organizando a casa e cozinhando, por exemplo, pode ser inédita para alguns intercambistas. É exatamente essa “sacudida” que acontece na vida deles que faz com que os jovens aprendam, na prática, como é ser adulto, desenvolvendo maturidade e independência.

Quer entender melhor como isso acontece? Então, vem com a gente!

Outro país, outra vivência

Cultura

Se, para quem sai do país para fazer turismo em outro, o impacto com a vivência de outra cultura pode ser grande, imagine na situação de morar nele por alguns meses ou anos. Sem dúvidas, essa experiência de contato com outros modos de vida tira você da sua zona de conforto.

Isso porque realmente pode ser um pouco complicado adaptar-se a alguns hábitos típicos de alguns povos, como um café da manhã bem-diferente do que você está acostumado. Porém, com certeza, essa vivência ajuda a abrir a cabeça para as diferenças. Dessa maneira, você aprenderá a lidar com desafios diários e conhecerá, assim, seus limites e suas capacidades.

Idioma

Ter que se virar sozinho falando um idioma diferente do seu diariamente é outro fator que faz com que você possa testar a si mesmo. Claro que existe, sim, a possibilidade de passar por alguns “perrengues”, por causa da dificuldade de falar, escutar, ler ou escrever algo, mas até mesmo isso será uma oportunidade de aprendizado enorme!

Fazer um intercâmbio estimula a praticar outra língua, permitindo que você fique fluente nela. Isso porque você acaba sendo “obrigado” a praticá-la o tempo todo, e não apenas com professores e colegas de um curso de idiomas. Tal aspecto é muito bom do ponto de vista profissional, pois fará com que você se destaque e, com isso, proporcionará mais oportunidades no mercado de trabalho.

Vamos combinar, você talvez nunca alcançaria essa fluência morando apenas no seu país de origem, não é mesmo? Mas, lembre-se de que, para que essa experiência aconteça de verdade, é preciso conviver com os nativos do país de destino e fugir do contato excessivo com brasileiros!

Responsabilidade por questão de necessidade

Independência

Viver um período fora do seu país de origem, sem os seus pais e outros familiares que auxiliam no dia a dia, faz com que você crie mais independência. Esse processo de desenvolvimento pessoal acaba acontecendo naturalmente, já que você não terá a ajuda deles para tarefas rotineiras.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

Isso inclui lavar suas próprias roupas e arrumar a casa, pois elas não se limpam sozinhas, não é mesmo? Fazer as compras do mês também será um compromisso seu, pois ir ao supermercado pode até ser chato, mas você verá, mesmo que na marra, que é algo necessário.

Outra obrigação será a de cozinhar, pois é aquele papo: se não descongelar a carne, você não terá o que comer (triste, porém real). Além disso, os seus pais não estarão lá para impedir que você perca a hora de acordar de manhã cedo para cumprir suas responsabilidades. Então, será obrigação sua fazer isso.

Ou seja, tudo na sua vida dependerá apenas de você. Essa situação, apesar de ser bastante desafiadora, auxilia no seu amadurecimento. Podemos dizer que se trata de uma prévia do que será a vida adulta e aí vamos ver se você está mesmo preparado!

Responsabilidades financeiras

Talvez, na sua casa do seu país de origem, você não perceba, mas as contas vêm todos os meses (e são muitas!). Pois fazer um intercâmbio exigirá que você saia dessa zona de conforto de ter tudo pago por seus pais ou responsáveis.

Morando sozinho em outra nação, será preciso que você mesmo faça o pagamento de contas, como as de água, energia, internet, telefone etc. E, se não fizer porque esqueceu ou faltou grana, você terá que resolver sozinho. Isso é ou não uma prova de fogo que fará você crescer e aprender a lidar com mais responsabilidades?

Distância da família

A gente querendo ou não, a verdade é que o fato de estar no conforto do lar, cercado dos familiares que a gente gosta, cria uma sensação de segurança enorme, pois, sempre que precisarmos, sabemos com quem contar. Sair do país e morar um tempo fora mexe com isso de uma maneira interessante.

Estando a vários quilômetros de distância, você se desafia a viver a sua própria vida, sem dar satisfações ou ter um porto seguro obrigatório, e também a conviver com a saudade deles. Isso permite o seu amadurecimento e cria a consciência de que, mesmo sem os seus familiares por perto, você consegue superar os obstáculos que surgirem. E, no fundo, pode ter sempre a certeza de que eles estarão esperando por você de braços abertos quando voltar.

Sendo assim, você deve ter percebido que não há forma melhor de se descobrir e sair da zona de conforto do que fazendo um intercâmbio. Serão muitos desafios, sem dúvidas, mas não custa tentar, pois não é nada impossível. Aliás, não só não custa, como vale muito a pena, pois quem tem essa experiência sabe bem o crescimento que ela proporciona e retorna ao seu país se sentindo uma nova pessoa.

Você adquirirá não apenas autoconhecimento, mas também vivências que o farão enxergar a sua própria rotina de outra maneira. Vai aprender a respeitar e admirar culturas diferentes da sua e praticará um idioma estrangeiro e se tornará fluente nele. Também aprenderá a lidar com as contas e a saudade da família. No final de tudo, perceberá que todos os riscos valeram a pena, pois você não teria crescido tanto se não tivesse se desafiado assim!

E aí, curtiu este conteúdo e quer ficar por dentro de vários outros sobre intercâmbio? Então, assine a nossa newsletter agora mesmo!

Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

Você também pode gostar

Deixe um comentário