Conheça 5 regras para uma residência estudantil
Guia de Planejamento IntercâmbioPowered by Rock Convert

Uma das alternativas mais usadas por estudantes que precisam viver em um lugar diferente, devido ao curso ou intercâmbio, é a residência estudantil. Ela nada mais é que um hotel sem os serviços diários, como limpeza, serviço de quarto, etc. Nesse local, o estudante pode conhecer pessoas de diferentes países e culturas durante sua estadia, aprimorando seus conhecimentos.

Mesmo tendo mais liberdade que em uma casa de família, existem certas regras para uma residência estudantil que devem ser levadas em consideração. Ficou interessado? Quer conhecer um pouco mais para planejar sua mudança? Continue lendo este texto!

1. Lei do silêncio

Viver em uma residência estudantil não significa que você pode chegar no seu quarto a qualquer hora e fazer o barulho que bem entender. Alguns estudantes dividem quartos e é recomendado estabelecer um horário para diminuir o volume de aparelhos e de conversas.

Pode acontecer de algum companheiro de residência precisar acordar um pouco mais cedo para estudar para uma prova ou para trabalhar. Controlar o barulho é muito importante para que nem você nem os outros sejam prejudicados.

2. Bom senso

Esse ponto não é só importante para a convivência em moradia como na vida em si. Tratar as pessoas da mesma forma que você quer ser tratado é crucial para um bom convívio. Ser educado, além de essencial, pode render novas amizades e aprendizados.

Outro fator, no qual essa regra deve ser considerada, é no uso de equipamentos ou serviços da residência. Em muitos casos, os estudantes precisam dividir banheiro, lavanderia, fogão, geladeira etc. Conversar sobre o uso correto desses serviços e respeitar o espaço de cada um é uma das prioridades.

3. Limpeza

Levando em consideração o que foi dito, dividir certos serviços com outros estudantes é algo comum em moradias. Trabalhos semanais podem ser distribuídos entre os moradores para que todos contribuam com o bem-estar da residência.

Após as grandes atividades, basta uma pequena lista de afazeres para cada morador manter o resultado. Lavar os pratos, tirar o lixo etc., são trabalhos que a princípio parecem cansativos, mas se distribuídos corretamente tomarão pouquíssimo tempo do dia dos estudantes.

4. Gastos

Uma das mais importantes regras para uma residência estudantil, os gastos sempre devem ser cuidadosos. Existem muitos casos nos quais a hospedagem é mantida totalmente pelos estudantes. Despesas como aluguel, energia, internet e água devem ser pensadas e divididas igualmente entre todos.

Criar uma tabela de custos, com datas certas para serem realizados pagamentos, é uma forma interessante de controlar certas despesas em conjunto. Além de ser uma forma para que nenhum estudante saia prejudicado, todos os membros podem fiscalizar como estão sendo feitas as divisões.

5. Organização

Essa regra é bem simples de compreender: “mexeu em algo? Deixe exatamente como estava antes”. Logo, mantenha esse pensamento, que vale não só para pratos ou copos etc. Desse modo, o relacionamento com os companheiros de residência será bastante favorável.

Existem muitas situações nas quais essa regra pode ser utilizada, ao pedir algo emprestado ou quando se está procurando um objeto, por exemplo. Sempre é bom deixar tudo organizado para não causar confusões desnecessárias, devido algum objeto que estava em um lugar e sumiu.

Seguindo esses pontos, a convivência com futuros colegas estudantes não será um problema. Muito pelo contrário, com as regras para uma residência estudantil, sua hospedagem vai se tornar um ambiente agradável e bastante divertido. Conhecer novas línguas e culturas, com seus colegas de quarto, será tão gratificante quanto os estudos e você vai aproveitar cada minuto da sua estadia.

Curtiu o texto? Comente suas opiniões e experiências sobre residência estudantil e continue planejando!

 

Receba conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This