Já pensou em fazer um intercâmbio em Christchurch, na Nova Zelândia?

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Você deve conhecer bem aquela sensação de querer ganhar o mundo, não? Muitos jovens sentem que é preciso se abrir para coisas novas e, nessas horas, nada melhor do que preparar as malas e fazer uma viagem. Se você quer uma dica para o seu crescimento pessoal e profissional, aqui vai: faça um intercâmbio em Christchurch!

Situada na região de Canterbury, na Nova Zelândia, a metrópole é uma graça para quem curte o ar livre dos parques e a agitação da vida noturna. Se você gostou da ideia, continue a leitura para saber tudo antes de se mudar para a Cidade Jardim.

O que saber antes do intercâmbio em Christchurch?

Para começar a planejar sua trip, busque as informações básicas sobre o lugar que abrigará você. Então, aperte o cinto, estamos em direção à Nova Zelândia, que é dividida em 16 regiões administrativas, entre elas Auckland e Canterbury, que juntas somam cerca de 2 milhões de moradores.

Agora vamos aterrissar na capital de Canterbury: Christchurch, no centro-leste da Ilha Sul, onde habitam mais de 600 mil pessoas.

A primeira coisa que você repara do alto é a quantidade de espaços verdes na metrópole. Não é à toa, uma vez que os neozelandeses são apaixonados pela natureza e isso se reflete na quantidade de parques, campos de golf e reservas florestais em Christchurch.

A organização (a capital foi planejada no século 18, aos moldes dos britânicos) é um ponto forte da cidade, cortada pelo rio Avon e pela New Regent Street, uma rua só para pedestres que preserva a arquitetura antiga das casas.

Economia

Outra coisa que você deve saber é que a economia da região se organiza, majoritariamente, em volta dos produtos da terra, com o cultivo de carne, leite, cereais, frutas e lã. Mas o mercado cresce exponencialmente em torno da indústria e do terceiro setor, incluindo o setor de tecnologia, turismo e engenharia.

Pungente, a cidade é uma mistura do calor das ruas com um ar bucólico dos bosques. Tudo isso com uma qualidade de vida sem igual!

Qualidade de vida

A economia é um medidor internacional da qualidade de vida. Nesse rico país insular (com um Produto Interno Bruto que supera os 180 bilhões de dólares), além do alto padrão, você terá segurança e tranquilidade no dia a dia (engarrafamento é um ponto fora da curva nessa metrópole).

E se você quer ser bem recebido, este é o seu lugar. Os habitantes de Christchurch são conhecidos pela hospitalidade com que tratam os turistas, além de terem know-how para lidar bem com gente do planeta inteiro — o aeroporto internacional de lá é um dos maiores e mais confortáveis da Nova Zelândia!

Educação

Ah, esteja preparado para encontrar pessoas de todo o mundo nas calçadas do município! Christchurch é um dos destinos mais procurados por intercambistas na Oceania, perdendo o pódio apenas para a conterrânea Auckland.

Os brasileiros amam esse município kiwi por causa da ótima estrutura, que inclui escolas de inglês preparadas e uma das mais antigas universidades da Nova Zelândia, a Canterbury University, fundada em 1873. Adiante, você fica por dentro do custo de vida na Cidade Jardim.

Como é o custo de vida na Cidade Jardim?

Muitas vezes, o orçamento é o calcanhar de Aquiles na vida do intercambista, mas podemos garantir que o custo de vida em Christchurch é barato, comparado a outras metrópoles na ilha.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

Quer ter uma noção? O gasto mensal dos jovens na capital de Canterbury (incluindo moradia, alimentação e transporte) chega a ser 30% a menos do que em outras regiões da Nova Zelândia.

Você encontra aluguel em conta perto do Centro, pechincha comida fresca nos supermercados e pega transporte (ônibus, metrô, bike, táxi e bondinho) facilmente nas ruas.

Que pontos turísticos visitar em Christchurch?

Desde o começo, falamos que essa capital é popularmente conhecida como a Cidade Jardim. Dessa forma, você não pode deixar de visitar as principais áreas verdes do local. Comece pelo Hagley Park, que é considerado o maior parque e chega a ser comparado com o Central Park de Nova York!

Aproveite para seguir pelo Botanical Gardens, onde estão plantadas várias espécies da flora nacional, e não deixe de aproveitar a vista do rio Avon. Complete o tour com uma visita ao Orana Wildlife Park, o único zoo aberto ao público no país.

Com os pulmões cheios de ar, é hora de conhecer os estabelecimentos fantásticos da região! Vá até a Cathedral Square (onde a vida noturna é agitada por bares e pubs), pegue um bonde e siga até a Oxford Terrace para desfrutar do melhor da gastronomia (há desde carne de veado até frutos do mar), enquanto bebe um vinho com vista para a orla da The Strip.

No dia seguinte, não esqueça que essa região da Nova Zelândia é ideal para quem gosta de adrenalina. A Cidade Jardim se transformou em um centro de esportes radicais nos últimos anos, onde você pode praticar desde jetboat até snowboarding, passando por skydive  e paragliding.

Por fim, simule o frio da Antártica no International Antarctic Center, no qual você pode passear de hagglund (um tipo de veículo de expedição), enquanto mira os pinguins. Aguenta, coração de gelo!

O que esperar do clima na cidade neozelandesa?

A Oceania é um dos continentes que mais agrada os brasileiros, pois o clima nos países da região é similar ao regime de frio e calor tropicais. Em Christchurch não seria diferente: a temperatura amena é um charme para ficar entre montanhas e o mar do Oceano Pacífico.

O tempo geralmente é fresco, com termômetros na casa dos 23°C no verão. No entanto, prepare seu guarda-roupa caso viaje à capital no inverno, já que os moradores estão acostumados aos números negativos nessa época do ano.

Mas não se preocupe! Se você não se dá bem com o frio, marque o seu intercâmbio para lá de novembro a abril para curtir o solzão.

É com a brisa desse paraíso neozelandês que nós encerramos a viagem. Você passou por parques, zoológicos, bares, boates e até um simulador da expedição à Antártida! Tudo isso sem falar na qualidade de vida que inclui universidades centenárias, moradia a preço baixo e segurança ao sair às ruas.

Com todas essas informações em mãos, você, com certeza, deve colocar nos seus planos um intercâmbio em Christchurch!

Com todas essas informações na manga, que tal fazer um intercâmbio em Christchurch? Para ajudar no seu planejamento, leia este artigo sobre 17 curiosidades da Nova Zelândia!

 

Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

Você também pode gostar

Deixe um comentário