Turismo ou intercâmbio? Saiba a opção ideal para você
Guia de Planejamento IntercâmbioPowered by Rock Convert

Viajar para o exterior é sempre uma experiência engrandecedora. Seja por turismo ou intercâmbio, conhecer outro país e ter contato com uma cultura diferente certamente trará grandes benefícios. No entanto, dependendo de quais são os seus objetivos, uma das opções pode ser mais vantajosa que a outra.

Fazer um intercâmbio é ótimo para quem quer acrescentar uma experiência internacional ao currículo, por exemplo. Por outro lado, os gastos podem ser maiores e o visto certamente será mais trabalhoso.

Existem vários fatores que precisam ser considerados na hora de escolher entre uma viagem de intercâmbio ou turismo. A decisão certa trará para você uma experiência muito melhor e sem arrependimentos.

Como descobrir, afinal, qual é a melhor opção no momento? Listamos situações em que o intercâmbio é o ideal, e outras condições em que o turismo é o mais recomendado. Continue a leitura e confira!

Quando escolher o intercâmbio?

A palavra intercâmbio significa troca. Nesse caso, uma troca de experiências acadêmicas, profissionais ou culturais entre pessoas de diferentes países.

Ao contrário do que muitos pensam, o intercâmbio não necessariamente precisa durar seis meses ou um ano. É possível, por exemplo, fazer um curso de duas semanas durante as férias. Mas, quando optar por ele?

Para aprender um idioma

É possível encontrar cursos de idiomas no exterior em diferentes níveis, do iniciante ao mais avançado. Se você quer se tornar fluente em um segundo (ou terceiro) idioma, o intercâmbio é o ideal. Afinal, além das aulas, você também terá que conviver com a língua no seu dia a dia.

É possível argumentar que, em uma viagem como turista, você também acaba praticando o idioma — o que não deixa de ser verdade. No entanto, o intercâmbio proporciona uma série de situações que o turismo não traz, como as compras no supermercado, conversas com colegas de quarto ou de casa, além das aulas.

Para buscar crescimento profissional

Um curso em outro país certamente traz muitos pontos positivos para sua carreira. Não só pela possibilidade de vivenciar outro sistema de ensino, mas também pelos desafios pessoais com os quais você terá que aprender a lidar.

E vale lembrar que intercâmbio não é só de estudo: se o objetivo é dar um up no currículo, que tal procurar um estágio no exterior? Nos Estados Unidos e no Canadá, por exemplo, é comum que muitas empresas ofereçam vagas para estudantes universitários ou recém-formados nas férias de verão (entre julho e setembro).

Para viver uma imersão cultural

Para quem quer realmente conhecer a cultura local, nada melhor do que se inserir na rotina da cidade. Morar no lugar permite que você viva realmente como alguém de lá, o que facilita o entendimento sobre o estilo de vida, as tradições e hábitos locais. Alguns aprendizados só um intercâmbio pode proporcionar.

Fazer compras no supermercado, ir à feira, usar o transporte público, andar por lugares que nenhum turista visita: essas são algumas das experiências que permitem uma verdadeira imersão cultural.

Quando o turismo é a melhor opção?

Apesar de ser uma ótima experiência, nem sempre o intercâmbio é a opção que melhor se encaixa nos seus interesses. Em algumas situações, viajar como turista pode trazer tudo o que você precisa e um pouco mais! Veja quando essa é a opção mais indicada.

Quando há pouco tempo disponível

Pouco tempo inclui tanto o de planejamento quando o disponível para permanência no exterior. Como já dissemos, fazer um intercâmbio exigirá um visto especial, seja de estudante ou de trabalho, além da necessidade de procurar por uma vaga, candidatar-se, encontrar um lugar para morar — ou seja, planejar um intercâmbio é um processo trabalhoso.

Se você decidiu agora que quer aproveitar suas férias para conhecer outro país, mas tem menos de dois meses para planejar tudo, o ideal é optar pelo turismo. Assim, não corre o risco de prejudicar sua experiência fora por falta de planejamento adequado.

Da mesma forma, se sua disponibilidade de tempo para viajar é menor que duas semanas, vale considerar a possibilidade de abrir mão do intercâmbio e viajar como turista. Até é possível fazer um curso ou algum trabalho voluntário nesse período, por exemplo, mas pode ser que acabe não sobrando tempo sequer para conhecer o local e aproveitar a viagem.

Quando não há interesse em estudar ou trabalhar fora

Falamos sobre como as opções de estudos e trabalhos no exterior são excelentes para o currículo, mas será que só elas trazem crescimento pessoal? Com certeza, não! Apesar de não trazer a mesma imersão, uma viagem como turista também permite conhecer muito do país e da cultura local.

Quando pensam em turismo, as pessoas tendem a associá-lo a uma viagem curta, mas não precisa ser assim. Respeitando o limite de tempo estabelecido para permanecer no país sem visto ou com o visto de turista, é possível passar meses morando em um mesmo local ou viajando por diferentes cidades.

É claro que, nesse caso, o ideal pode ser procurar um estilo de viagem mais barato — alugar um quarto em um local que tenha um espaço onde você pode cozinhar e lavar roupas, por exemplo. Sua rotina será a de um morador local, mas você continuará passeando e visitando locais como qualquer turista.

Quando quer conhecer vários lugares em pouco tempo

Durante um intercâmbio, você pode aproveitar os fins de semana e feriados para viajar e conhecer outras cidades. Porém, terá atividades que podem tomar bastante tempo, como trabalhos de casa, estudos e coisas para ler.

Mesmo que não tenha nenhuma dessas atividades, se está ocupado durante a semana toda com um curso ou estágio, pode ter que aproveitar o tempo livre para fazer compras, por exemplo.

Se quiser aproveitar para conhecer o máximo de lugares em poucos meses, o turismo é o ideal. Assim, você fica livre das obrigações e pode se concentrar apenas em viajar e aproveitar o tempo da melhor forma possível.

Turismo e intercâmbio são experiências únicas, mas que trazem um grande benefício em comum: o contato com um lugar e com pessoas muito diferentes. Independentemente da opção que mais se encaixa nos seus interesses, certamente a experiência valerá a pena!

Será que a idade deve influenciar na escolha entre uma viagem de turismo ou intercâmbio? Aproveite sua visita e descubra se existe ou não idade certa para fazer intercâmbio!

 

Receba conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This