Visto 485 para Austrália: saiba como a Luciana conseguiu!

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Decidi fazer um intercâmbio devido a alguns motivos que agregariam bastante para a minha vida profissional e pessoal. Entre eles, o fato de eu ser imersa a uma cultura completamente diferente, além de conhecer pessoas novas e com diferentes narrativas de todo lugar do mundo. Além disso, sempre busquei por alternativas que me fizessem aprimorar o idioma, sem falar que essa é uma experiência de vida que deve ser desfrutada por todas as pessoas.

No entanto, logo no início surgiram algumas dúvidas sobre o processo. Como eu decidi ir para a Austrália, precisei conhecer um pouco mais sobre o visto 485, uma vez que eu tinha a intenção de continuar no país após os meus estudos. E é sobre isso que vou falar neste texto. Continue a leitura e saiba mais!

O processo da escolha de meu destino

Conforme disse mais acima, escolhi a Austrália como o destino de meu intercâmbio. Alguns motivos contribuíram para essa minha decisão, como:

  • clima muito parecido com o do Brasil;
  • vida cultural intensa, especialmente na cidade de Sydney;
  • possibilidade de praticar esportes dos mais variados estilos;
  • ensino que é referência em todo o mundo;
  • qualidade de vida elevada.

Também devo destacar sobre as diversas possibilidades de cidades que oferecem uma ótima infraestrutura aos intercambistas, além de permitir com que tenhamos acesso a locais incríveis — afinal, poder desfrutar de alguns dias de descanso para curtir as praias daqui, é um ponto que você deve considerar para a experiência mais completa.

Eu optei por morar em Sydney. A agenda cultural da cidade é intensa, há inúmeros locais turísticos e ótimas oportunidades de emprego para quem busca por um intercâmbio que vá aliar trabalho e estudo. Os amantes da cozinha se apaixonarão por essa cidade. Por ser cosmopolita e contar com moradores de toda parte do mundo, você se impressionará com a variedade gastronômica que existe por aqui.

Não tenho nada do que reclamar. A cidade vem atendendo bem às minhas expectativas e a experiência, até então, está enriquecedora.

O visto 485

Apenas escolher o destino, apesar de ser uma das fases mais estimulantes do processo, não deve ser a única preocupação do intercambista.

Também é preciso considerar alguns aspectos burocráticos, especialmente se você deseja continuar no país por um período maior. Quem deseja trabalhar e estudar, por exemplo, precisa conhecer um pouco mais sobre o visto 485.

Entenda mais sobre o visto

Se você nunca ouviu falar sobre ele, não se preocupe. Na minha fase de planejamento do intercâmbio, pesquisei bastante sobre o assunto e posso auxiliá-lo em algumas dicas úteis. Como já mencionei, por meio desse visto você tem a autorização para trabalhar após a sua formação e residir por determinado período na Austrália — normalmente, entre 2 e 4 anos.

São duas qualificações desse visto, que explicarei a seguir.

Contato Agências Intercâmbio WEST 1Powered by Rock Convert

Graduate Work

O Graduate Work é um dos modelos de visto que permite que o estudante execute a sua especialização na Austrália. Existem alguns requisitos para conquistá-lo, como o fato de fazer um curso superior de pelo menos dois anos, além de a sua área de estudo ter escassez de profissionais habilitados no país.

Entre os ganhos de adquirir esse visto, destaco especialmente:

  • o fato de ter a oportunidade de trabalhar na Austrália e poder residir no local por até 18 meses;
  • ter a permissão de levar a família para residir no país com você (filhos e cônjuge).

Post-Study Work

Em relação ao Post-Study Work, o estudante que concluiu recentemente o curso em uma instituição da Austrália, tem a oportunidade de trabalhar em sua área por um período que vai de 2 a 4 anos, de acordo com a qualificação de seu curso. Para isso, existe a necessidade de apresentar um diploma recente do curso escolhido, além de precisar ser registrado no CRICOS e de o curso ter duração de pelo menos 2 anos.

Conheça os requisitos para adquirir o visto 485

Existem alguns requisitos que contribuem para que você consiga tirar o visto 485 de maneira mais facilitada. Entre eles, devo ressaltar:

  • contar com uma formação recente em um curso que tenha o registro no CRICOS;
  • ter menos de 50 anos;
  • atender ao nível de proficiência em inglês;
  • solicitar o visto 485 até 6 meses depois do término do visto de estudante;
  • saber a data de expiração do seu visto de estudante;
  • estar na Austrália no momento de requisitá-lo.

Além disso, também é importante estar atento à documentação exigida durante o processo:

  • resultados dos testes em inglês;
  • seguro saúde;
  • atestado médico;
  • comprovante de estudo;
  • certificado de qualificação.

Durante todas essas etapas, me certifiquei de alguns cuidados que deviam ser tomados no processo de apresentação de documentos. São eles:

  • solicitar o visto logo após a data oficial de conclusão dos estudos;
  • seguro saúde que possa ser utilizado durante a estadia na Austrália.

O apoio de uma agência de intercâmbio

São muitos os detalhes a serem analisados para solicitar o visto, não é mesmo? Apesar de eu já conhecer alguns deles na ponta da língua, não me arrisquei a participar de todo esse processo sem o auxílio de profissionais capacitados que já entendem sobre as fases de solicitação e que também poderiam contribuir para que a experiência fosse sem imprevistos.

Foi aí que resolvi sair em busca de uma agência de intercâmbios. Caso você também se interesse em pesquisar por uma, alguns detalhes devem ser analisados. Entre eles, o fato de optar por uma empresa que já tenha tradição no mercado, além de sempre avaliar o que as outras pessoas têm a dizer sobre o negócio nas redes sociais.

Para isso, entrei nos próprios canais das agências que mais se destacavam e analisei como foi a experiência de outros clientes ao fechar esse tipo de serviço. Essa atitude diminui consideravelmente os riscos de cair em algum golpe, além de aumentar a eficiência de sua escolha.

E então, o que achou de minha experiência na solicitação do visto 485? Ao seguir os principais passos mencionados, você terá uma oportunidade muito maior de conseguir cumprir com as exigências, além de fazer com que a experiência de seu intercâmbio ocorra sem imprevisto algum, trazendo apenas memórias positivas de todo esse processo.

Conforme mencionei, é essencial contar com o apoio de profissionais qualificados. Que tal conhecer a WEST 1 e todos os seus serviços para que você viva momentos incríveis em seu intercâmbio? Entre em contato com os profissionais e comece a planejar seu sonho!

Receba dicas exclusivas para planejar o seu intercâmbio!

Você também pode gostar

Deixe um comentário